segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O RIACHO

Da pureza das águas cristalinas dos riachos que antes me servia
Só restaram lembranças e agonia dessas águas que é hoje represada
Vendo que antigamente existia liberdade para suas corredeiras
Hoje existe em concreto uma barreira que a água ao bater fica parada
De um lado a ponte de travessia e do outro a pedra marroada
E no longo caminho que fazia teve partes que foram aterradas
Procurei liberta-lo mas não pude por ser fraco diante da grandeza
Pois é alta e larga a fortaleza onde os braços dos rios se perdiam.


EMANOEL CARVALHO
 28/10/2013

8 comentários:

  1. Bom dia Emanoel
    Constatar os estragos causados à natureza pela ambição humana é uma cena de doer o coração. E tuas palavras fortes e verdadeiras nos faz refletir e concluir o tamanho da nossa pequenez pois nada podemos fazer para barrar esta trajetória da ganância. Um lindo dia para você.
    Um abraço fraterno

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por sua visita. Eu e o Engenho estamos com você. Até...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo Blog, adorei, um feliz 2014

    ResponderExcluir
  4. Boa noite
    que belo texto transmitindo sua paixão pela natureza.
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Emanoel,
    Seu blog é emocionante!
    Também amo a natureza, fonte de minha inspiração!
    Seja muito feliz!

    ResponderExcluir
  6. Lindo tu blog.

    Un abrazo y muchas gracias.

    ResponderExcluir
  7. Olá !
    Demorei mas vim conferir seu blog e estou gostando muito do que tem aqui.
    Obrigada por seguir meu blog, abraços e até breve.

    ResponderExcluir
  8. MARIA LUCIA DE AMORIM CARVALHO14 de outubro de 2015 19:36

    BOA NOITE EMANOEL CARVALHO AMEI SEU BLOG E TBM AMO A NATUREZA

    ResponderExcluir