domingo, 24 de junho de 2012

FLOR

Lá do meio do sertão eu resgatei uma flor
Que era tímida, mau tratada em seus olhos vi a dor
Mas logo me apaixonei lhe dei carinho e amor
Não é uma flor cultivada dessas que brotam do chão
É uma flor de quatro patas com a mais bela perfeição
Mas era torturada sofria de rejeição
É uma flor delicada, uma criança inocente
Pelos seus gestos se via que era muito carente
Então para seu batismo me veio a ´flor` na mente

EMANOEL CARVALHO
24/06/2012

quinta-feira, 21 de junho de 2012

AMANHECEU

Nossa casa tem alegria quando o sol penetra nela
Abra a janela querida e sinta o frescor do dia
Sinta o vento que assovia refrescando o corpo seu
Sinta o aroma das flores e as aves por cortesia
Nos cães vaja a alegria nas plantas o verde que encanta
Na ausencia desse poeta o seu retorno a esperança.

EMANOEL CARVALHO
21/06/2012

quarta-feira, 13 de junho de 2012

SONHO

Eu vi a mata secando cheiro de fumaça e cinza
Eu vi a terra ferida humanos mudando o clima
Eu vi um arado gigante rasgando o chão sem piedade
Vi água invadir cidades vi naçoes em agonia
Vi terras que produziam nem com adubo dar capim
Vi mar e maré subir engolir nações inteiras
Eu vi larvas de vulcões descer que nem cachoeiras
Eu vi a terra tremer rachando igual a madeira
Vi o sol se aproximando foi a visão derradeira.

EMANOEL CARVALHO


    video
  1. 13/06/2012

quinta-feira, 7 de junho de 2012

                           CANTRASTE
          
Rouxinou  faz alvorada sainhassu vem todo dia
Os bem-te-vis acompanham completando a melodia
Começam as quatro horas descansam ao final do dia
Todos cantam livremente sem por ninguem ser agredido
Pois aqui eu tenho abrigo pra todo animal que voa
Tenho água farta arvoredos espaço e comida boa
Entra dia finda dia só a noite ouço gemidos
Dos viventes sem sossego ou dos entes perseguidos
Da perturbação urbana e dos meus cães o aviso

EMANOEL CARVALHO
07/06/2012